domingo, 7 de dezembro de 2014

# E agora?

(...)
-  "E tu como te sentes?"
-  "Sinto um nó, na minha cabeça"
(...)

E quando, pensamos que tudo está bem...
Que a vida nos corre bem...
Encontramos alguém, e quiçá não será ela merecedora do nosso amor, do nosso carinho...
Tantas perguntas a surgirem na nossa mente em forma de furacão, e tão poucas respostas concretas para poder responder a cada uma de forma coerente e precisa! 

"E agora?"; "Como resolvo isto?"; "A quem posso recorrer?"; "Será que alguém me compreende?"

São tantas as perguntas na minha cabeça... para tão poucas soluções.
Tenho medo! 
Tenho medo de sofrer e de fazer sofrer os outros... se eu não estou bem é impossível os outros estarem.
Que decisão devo tomar? 
Que conselho devo ouvir? 
Valerá a pena lutar?
Deixar correr ao sabor do vento e esperar...





2 comentários:

  1. E agora? Agora será sempre Amigo!!

    Quando muitas perguntas surgem na nossa mente a propósito de situações inesperadas ou que esperávamos se nos apresentassem de outra forma e misturado com elas e em simultâneo temos os sentimentos à flor da pele; devemos fazer um esforço para que as situações inesperadas sejam clarificadas para que possamos continuar a ter os sentimentos à flor da pele! mas não podemos deixar que essas mesmas situações nos transportem os sentimentos para o fundo da pele sem que eles tenham ficados claros à flor da pele.Para isso temos de apelar a alguma racionalidade, para minorar os efeitos perversos que os sentimentos mal esclarecidos à flor da pele nos possam causar, já não no interior da pele, mas sim no fundo da nossa alma. Centra-te em ti,escuta a tua força interior, ouve o pássaro que tens dentro do peito, não o sacrifiques em nome de algo sem que saibas exactamente de que se trata, leva o tempo que for preciso, mas não tomes decisões precipitadas que poderás ter de pagar caro.se quiseres lutar luta, mas não lutes de olhos vendados, neste momento a luta terá de ser também com a cabeça. ouve todos os conselhos e faz a tua própria selecção.Como muito bem dizes no texto acima e que está a ser o motivo deste, se tu não estiveres bem quem estiver ao teu lado também não poderá estar. Portanto tens de resistir à possível tentação de achar que está tudo bem. Mas eu sei AMIGO que a tua força interior é tão pura, límpida e brilha tanto que te vai ajudar a resolver "isto"! só tens de confiar nela e nunca esquecer o pássaro livre que vive no teu peito! Confia!!

    ResponderEliminar
  2. AMIGO, tomei a liberdade de escrever no teu blogue porque sei que tu não te vais zangar e me dás liberdade para isso.
    Desta vez não é para fazer nenhum comentário, é para te dar uma sugestão...um conselho... uma ideia... enfim, como tu quiseres entender!
    Escreve AMIGO, escreve, aqui, num papel, onde tu quiseres. Só para ti, para partilhares, não interessa, mas escreve! escuta o pássaro livre que vive no teu peito e escreve o que te for na alma! escreve, vai fazer-te bem! Aproveita estes dias em que vais estar longe fisicamente. Um abraço do tamanho do mundo meu AMIGO do coração. (na hora em que te escrevo estas linhas estás em viagem com o teu pai e o "ingrato" do pantufas, ehehe...) quando as leres já chegas-te, espero que a viagem tenha corrido bem e tenhas conseguido fumar os teus cigarrinhos sem seres "apanhado"! mais uma vez um grande abraço AMIGO.

    ResponderEliminar