quarta-feira, 22 de outubro de 2014

# Tu, eu e a cidade

Sou o teu amigo na cidade!
E sinto a alma grande por isso.
Quem não sente a alma sua
Perdeu-se na eternidade!

Quando andares na cidade 
Sem saber o que pensar!
Estou lá sempre grande amigo!
Nas pedras, nas casas!
Sempre pronto a dar-te abrigo!

Quando cruzares um olhar
Que não sabes o que diz!
Sou eu amigo!
Sou eu contigo!

Quando te sentires perdido
Na certeza do caminho!
Sou eu amigo!
Sou eu sozinho!

Quando ao entardecer
O sol bater nas fachadas!
E vejas os pássaros a recolher
Esperando a alvorada!
Sou eu amigo!
Cansado e feliz por te acompanhar na jornada!

José Soares


"para nos podermos encontrar onde não estamos...  fazes-me bem AMIGO."

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

# Esperança

Na vida tudo acontece mas também passa.
Todos nós temos menos bons, menos positivos... mas, esses dias também fazem parte. Esses são aqueles dias, que temos de viver com mais intensidade, com mais força, com garra!
Não podemos parar e fraquejar. Temos de ir o mais profundo possível do nosso EU interior e agarrar todas aquelas forças que por algum motivo guardamos lá no fundo...
A vida são dois dias... o medo não é nada mais que o nosso ego a falar mais alto! 
Os obstáculos também fazem parte, pois são eles que nos vão tornar SERES mais fortes.

"Nós temos a esperança como uma âncora para a alma, firme e segura."



quarta-feira, 8 de outubro de 2014

# Depois

Depois de tudo o que já vi...
Depois de tudo o que contigo vivi...
Depois de tudo o que contigo senti...
Depois de ver que já sabia o que queria...
Depois de ver que só me enganava...
Depois de todas as pessoas que amei...
Depois de tantas noites mal dormidas...
Depois de tantos obstáculos já ultrapassados...
Agora, mais um capítulo termina na minha vida, para que muitos outros possam começar...


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

# Recordar: a resposta

A memória é a nossa identidade! 
Quem não recorda não tem memória, quem não tem memória, não tem identidade! 

E tu tens uma identidade muito forte, sabes quem és, o que queres, o que gostas de fazer, sabes escolher as pessoas e as coisas que queres amar, só que às vezes sentes que não cabes em ti, e é nesses momentos que tens saudades, saudades das coisas boas que te vão acontecendo na vida, saudades das pessoas que cruzam o teu caminho e são importantes para ti, talvez até já saudades de ter saudades! saudades de ti, saudades de mim. O que fica por dizer simplesmente não foi dito, talvez até não seja necessário ser dito, o que não dizemos é só nosso, se não dissemos foi porque não tivemos força suficiente para o dizer, contudo isso não quer dizer que não conseguimos transmitir o nosso amor, só não o fizemos como desejávamos. Temos só o tempo que o tempo nos dá, se não conseguimos caber nele, nem por isso temos de ficar tristes por não termos conseguido aproveitá-lo da maneira que teríamos gostado. 

Por mim só devemos ter saudades dos momentos bons e do amor que demos e recebemos, não devemos ter saudades daquilo que não fizemos ou dissemos. Como poderemos recordar com amor e tranquilidade se achamos que algo ficou por dizer ou fazer? 

É porque recordar é viver, que tu tens identidade, que tu és tu! e ao recordar tomas consciência do grãozinho de poeira (mas que brilha muito, que brilha imenso) que tu és no universo onde tens o privilégio de poder recordar para te ajudar a viver!! Quem como tu "põe quanto é naquilo que fazes" não tem de ficar preocupado com o que ficou por dizer ou fazer!

José Soares

6.10.2014

# Recordar

Aquele momento em que as saudades apertão... é nesses momentos que gostaríamos de poder voltar atrás no tempo, dizer aquilo que não foi dito e fazer aquilo que não foi feito...
Era tão bom se isso fosse possível!
É nesses momentos, que recorremos às fotografias guardadas, às palavras ditas e aos pensamentos guardados.
Por mais que os anos passem e as pessoas se esqueçam e envelheçam... as recordações... essas  jamais se esquecerão, porque...

... Recordar é viver!


"Se existe saudade é porque bons momentos houvera..."





# Que idade temos nós ao acordar? - a resposta

É por isso AMIGO! 
Por o que acabas-te de escrever, que já te tenho perguntado algumas vezes (não sei se estás recordado).
Que idade temos nós ao acordar? 
Quando saímos daquele espaço que não podemos controlar, quando o corpo descansa e a mente voa.. quando não sabemos se somos , quando não controlamos o sonho! 
Mas depois ao acordar , se estivemos realmente em busca do que temos de mais livre e genuíno no nosso coração acordamos cansados! 
Não fiques triste nem assustado quando acordas!! 
És só tu em busca da luz! é por isso que acordas sem saber que idade tens! 

José Soares 

6.10.2014



# Dias

Aqueles dias em que acordas sem saber quem és, ou o que é suposto fazeres neste mundo...
É triste pensar assim... é tão estranho, ver os nossos pensamentos a divagarem por esse mundo, que aos nossos olhos parece irreconhecível!
Querer força para iniciar o dia da melhor forma possível, mas a força parece que se esgota num abrir e fechar de olhos... é ai que nos perguntamos como ainda consigo respirar?
Pois é! É nesses momentos de desespero, que gritamos para que as forças surjam! Bocejas e as primeiras lágrimas do dia, escorrem-te pelo rosto... Ai é, quando um turbilhão de pensamentos e memórias invadem a tua consciência... 
A mente fica cheia de pensamentos e o corpo... esse fica cada vez mais pesado até que, cais na realidade da rotina que te espera lá fora e ganhas animo e respiras fundo... Fechas os olhos e  respiras... sentes o ar que te penetra os pulmões, sentes o batimento do teu coração e é nesse momento, que sorris.