quarta-feira, 22 de outubro de 2014

# Tu, eu e a cidade

Sou o teu amigo na cidade!
E sinto a alma grande por isso.
Quem não sente a alma sua
Perdeu-se na eternidade!

Quando andares na cidade 
Sem saber o que pensar!
Estou lá sempre grande amigo!
Nas pedras, nas casas!
Sempre pronto a dar-te abrigo!

Quando cruzares um olhar
Que não sabes o que diz!
Sou eu amigo!
Sou eu contigo!

Quando te sentires perdido
Na certeza do caminho!
Sou eu amigo!
Sou eu sozinho!

Quando ao entardecer
O sol bater nas fachadas!
E vejas os pássaros a recolher
Esperando a alvorada!
Sou eu amigo!
Cansado e feliz por te acompanhar na jornada!

José Soares


"para nos podermos encontrar onde não estamos...  fazes-me bem AMIGO."

Sem comentários:

Enviar um comentário